Tim Bernardes regressa a Portugal

Tim Bernardes regressa a Portugal

O Terno confirmou que vai estar de regresso a Portugal para dois concertos em novembro. A banda brasileira atua dia 18 no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, seguindo depois para o Coliseu Porto Ageas, dia 21.

O grupo formado por Tim Bernardes, Guilherme D’Almeida e Biel Basile vai depois fazer pausa na carreira iniciada há 15 anos atrás, e que já contou com colaborações com artistas internacionais de renome como Devendra Banhart e Shintaro Sakamoto, e os membros vão dedicar-se por inteiro aos seus projetos a solo. Antes disso, a maior banda da música indie brasileira na última década volta a Portugal para fechar o ciclo, última chance de ver a banda antes do hiato.

“Assumir isso como um encerramento é pra gente muito emocional, mas ao mesmo tempo inspirador. Nesse caminho em trio misturamos a vida e a música, então essa despedida musical é também uma despedida agradecida a toda uma fase das nossas vidas que vivemos juntos. Daí a vontade de ritualizar e celebrar a beleza dessa história toda nesse fim de ciclo. Nosso amor pel’O Terno transcende simplesmente ser uma banda, pra gente é uma grande fase da vida, uma década marcante, nosso crescimento, descobrir o mundo, a música, amadurecer. Fechamos assim um ciclo muito bonito que começamos na adolescência e atravessou todas as descobertas da juventude e maturidade, transformando isso em música pra gente e pro público.

Preservar nossa amizade e nossa obra juntos é a coisa mais importante. Sempre fizemos tudo de coração, e não faríamos mais discos ou seguiríamos em turnê sem sentir aquela fagulha real que sempre levou a gente a fazer o que fazemos. Então deixamos O Terno descansar tranquilo, sem planos futuros, com a paz de espírito de saber que a fonte de amor e música da banda que é a nossa amizade está preservada, celebrada e agradecida!

É algo que formou a gente e fica presente no que formos fazer no futuro, realmente um ‘amor que a gente tem e sempre vamos ter’, com aquele brilho especial do primeiro amor, que é também de descoberta. Felizes em ter transformado a experiência de crescer em músicas que ficam aí pra sempre podendo entrar na vida das pessoas. ‘Que bom ter tido um amor de verdade’!”
Tim Bernardes

O hiato agora anunciado surge depois do início dos concertos de encerramento da digressão de, com passagens por várias cidades brasileiras e por Los Angeles (EUA). Às datas nos Coliseus juntam-se ainda espetáculos no Japão e um regresso simbólico ao Coala Festival (Brasil), onde atuaram há dez anos e voltam agora na condição de cabeças de cartaz.

Nos últimos anos, Tim Bernardes consagrou-se como um dos maiores nomes da MPB, contando com várias digressões esgotadas em território luso. Antes da sua carreira a solo, o artista construiu uma discografia bastante aclamada com O Terno, no qual é compositor, produtor e arranjador dos discos.

O autor de Recomeçar (2017) e Mil Coisas Invisíveis (2022) visitou Portugal pela última vez no início do ano para seis concertos, entre os quais uma apresentação com casa cheia no Coliseu Porto Ageas e duas, igualmente lotadas, no Coliseu dos Recreios, aos quais regressa agora para a despedida por tempo indeterminado da sua banda de origem. Esta será, assim, uma oportunidade rara de ver Tim Bernardes no formato banda.

O autor de Recomeçar (2017) e Mil Coisas Invisíveis (2022) visitou Portugal pela última vez no início do ano para seis concertos, entre os quais uma apresentação com casa cheia no Coliseu Porto Ageas e duas, igualmente lotadas, no Coliseu dos Recreios, aos quais regressa agora para a despedida por tempo indeterminado da sua banda de origem. Esta será, assim, uma oportunidade rara de ver Tim Bernardes no formato banda.

Últimas Reportagens.