O Rock está vivo e será sentido verdadeiramente “à moda do Porto”

O Rock está vivo e será sentido verdadeiramente “à moda do Porto”

Vibes and Beats promove o evento que, este ano, chega em dose dupla. Super Bock Arena irá receber nomes como Pedro Abrunhosa ou Clã

O Rock está vivo e será sentido “à moda do Porto”. É precisamente com base nesta premissa que a Vibes and Beats promove, a 20 e 21 de outubro, no Super Bock Arena, a segunda edição do “Rock à Moda do Porto”. Durante os dois dias do evento, será possível ver e ouvir artistas que representam não só alma do rock portuense, como, também, a alma do rock a nível nacional. Pedro Abrunhosa, Mão Morta, Clã, Jafumega, Taxi e Trabalhadores do Comércio são os nomes em destaque no evento que tem como objetivo elevar os orgulhosos detentores da pronúncia do Norte e a história das bandas de rock que resistiram ao passar das modas e que, ainda hoje, palpitam no coração de um país inteiro.

Noite de estreia com Abrunhosa, Jafumega e Trabalhadores do Comércio

O dia de sexta-feira, 20 de outubro, ficará marcado pelo arranque da segunda edição do “Rock à Moda do Porto” e por uma viagem nostálgica a tempos passados. A celebrar 40 anos de carreira, os Trabalhadores do Comércio – que acabam de lançar o primeiro tema do novo álbum “Objecto”, que será apresentado brevemente – prometem contagiar o público com o bom humor e irreverência característica da banda. “Chamem a Polícia”, uma das músicas mais icónicas do grupo, será apenas um dos temas interpretados no palco do Super Bock Arena. Com 45 anos de história – e criadores de músicas como “Latin’America”, “Kasbah” e “Nó Cego” –, os Jafumega irão, também, subir ao palco do “Rock à Moda do Porto”, numa noite que promete unir e reunir os verdadeiros amantes do rock.

A encerrar o primeiro dia, Pedro Abrunhosa apresentará um repertório onde o rock é rei. O artista, que hoje se afirma como um ícone da cena musical da cidade do Porto, levará a sua música – caracterizada por uma escrita forte, que não deixa a audiência indiferente – e personalidade irreverente até ao Super Bock Arena, envolvendo o público na mística do “Rock à Moda do Porto”.

Mão Morta, Clã e Taxi fecham segunda edição do “Rock à moda do Porto”

Na cidade que os viu nascer, os Taxi ligaram-se ao rock e fizeram o público de várias gerações vibrar com as suas músicas. Desde “Chiclete” a “Cairo”, reportório não irá faltar para apresentar no segundo e último dia de evento – sábado, 21 de outubro – do “Rock à Moda do Porto”. Depois de uma apresentação memorável na primeira edição do evento, os Clã estão de volta para fazer o Pavilhão Rosa Mota sonhar ao som de músicas como “Sopro do Coração” e “Dançar na Corda Bamba”, juntamente com temas do mais recente álbum da banda, “Véspera”. O “Rock à Moda do Porto” encerra esta segunda edição com a atuação dos “Mão Morta” – grupo formado em 1984 e distinguido pelo seu rock alternativo –, que, no início deste ano, lançou o álbum “Tricot”, juntamente com o saxofonista Pedro Sousa.

Os bilhetes já se encontram disponíveis nos locais habituais e em BOL. Além dos bilhetes diários, cujos preços variam entre os 25 e os 35 euros, é, ainda, possível adquirir um passe geral (plateia em pé) para os dois dias de “Rock à Moda do Porto” pelo valor de 49 euros.

Últimas Reportagens.