Miguel Araújo esgota duas noites na Super Bock Arena

Miguel Araújo esgota duas noites na Super Bock Arena

DEPOIS DE UMA NOITE INESQUECÍVEL NO CAMPO PEQUENO, RUI VELOSO, ANTÓNIO ZAMBUJO, CÉSAR MOURÃO, CLÁUDIA PASCOAL E OS KAPPAS VOLTAM A SUBIR AO PALCO AO LADO DO ARTISTA DIA 20 E 21 DE MAIO

“Mais de quatro mil fãs aplaudiram, em delírio e com carinho, as canções que trazem na ponta da língua” — Lia Pereira, in Expresso

Depois de um concerto arrebatador, com casa cheia no Campo Pequeno, no passado dia 21 de abril, Miguel Araújo prepara-se agora para subir em dose dupla ao mais imponente palco da sua cidade natal, nos próximos dias 20 e 21 de maio, com dois concertos já esgotados na Super Bock Arena, no Porto.

O primeiro dos três concertos de celebração dos 10 anos de carreira a solo de Miguel Araújo teve lugar numa sala cheia do Campo Pequeno absolutamente memorável. Foi ao lado da sua banda e de alguns dos grandes amigos de longa data, que o artista reviveu alguns dos grandes êxitos, assim como apresentou temas do novo álbum de originais “Chá Lá Lá”. Dia 20 e 21 a grande festa repete-se a norte, com dois espetáculos que se esperam igualmente memoráveis.

Miguel Araújo editou no passado dia 14 de março o sexto álbum de originais, “Cha Lá Lá”, através da sua editora independente Chiu. O novo trabalho de estúdio conta com nove canções e com as participações especiais de António Zambujo, Joana Almeirante, Rui Pregal da Cunha, Rui Reininho e Tim. O novo disco, para além de estar disponível em todas as plataformas de streaming, é também possível adquirir a versão física através do site www.miguelaraujo.pt. “Chá Lá Lá” foi produzido por João André no Estúdio Chiu, entre janeiro de 2019 e outubro de 2021, as misturas feitas nos Soundhill Studios e a masterização esteve a cargo de Chris Gehringer, nos Sterling Sound Studios.

O disco registou o maior número de vendas nacionais, na semana da sua edição, feito histórico, alcançado por uma produção independente e vendida diretamente aos fãs através do site oficial do artista.

Miguel Araújo é indiscutivelmente um dos mais aclamados artistas da sua geração. Nome que reúne consenso, elogiado pela indústria, critica e público graças à genialidade e honestidade da escrita e das suas melodias, que lhe conferem uma identidade só sua.

“Canções que estão, e estarão, na ponta da língua de um país que escolhe a dedo os heróis musicais que perduram no tempo” — Mário Rui Vieira in Expresso

“Grandiloquência Pop Rock” — Jorge Manuel Lopes in Jornal de Notícias

“Um verdadeiro álbum Pop, de singles, composto por esse super-herói das melodias” — Miguel Judas in Revista Visão

“O rei das melodias” — Gonçalo Frota in Público

“Se temos a sorte de respirar o mesmo ar que este mestre do pop-rock português? Temos sim, que tesouro  é este Miguel Araújo”. — Ana Margarida Paiva in Espalha Factos