Tony Carreira ao Vivo no Super Bock Arena

Noite de frio, Super Bock Arena cheia para ver o concerto de Tony Carreira. Uma semana depois de ter estado na Cidade Berço, o artista reencontra "velhos" rostos, relembra acontecimentos e agradece o permanente apoio do (seu) público.

Eram 14h e já se vivia Tony Carreira no centro do Porto. Os Jardins do Palácio de Cristal enchiam-se de turistas que, ao sol, aproveitavam para relaxar e conviver. Misturados, alguns fãs iam marcando lugar para o tão esperado concerto, mais à noite.

Às 17h abrem-se as portas para que alguns, os que adquiriram o Bilhete VIP – Premium pudessem assistir ao ensaio geral. Quatro filas repletas para um “concerto intimista” e quase privado. Todos são amigos e, não somente conhecem Tony Carreira, como o próprio (re)conhece muitas das caras que, escondidas por detrás das máscaras de proteção pessoal, se distribuem pelos lugares mais próximos do palco. Chamam-se pelo nome!!

Entre últimas afinações e um repertório reduzido a cinco temas, eis que surge um pedido especial. Seis RESISTENTES, crianças do IPO do Porto, pediram para ouvirem Sonho de Menino. Prontamente foram convidados a subir ao palco para que façam parte de mais um momento único e inesquecível. A alegria das crianças e a alegria dos pais, ao verem os seus filhos junto de um ídolo, é algo indescritível…

Terminado o ensaio é hora para dizer “Até logo!”. Mas talvez não fosse para todos.. A falta de bilhetes, fruto da sala ter esgotado 3 meses antes do concerto, leva a que as crianças que acabam de brilhar em palco, não tenham possibilidades de estar presentes. Mas nada é impossível! Tony Carreira solta o desejo de os ver presentes na sala e pede “Vejam quantos lugares faltam. Nem que se coloquem umas cadeiras em cima do palco…“. Nada é impossível e, qual Pai Natal, Tony Carreira realiza mais uns quantos desejos.

20:00h: Abrem as portas da sala. Duas horas antes do início do espetáculo, pouco a pouco – até porque a fila no exterior é demasiado extensa – a sala vai enchendo. A espera nunca é longa quando a devoção é tão grande. Aproveitam para fotografar o palco, o grupo onde se inserem e ainda há tempo para uma videochamada.. Muitos(as) vêm de longe, incluindo do estrangeiro. Habituais nestas andanças, aproveitam qualquer oportunidade para acumular mais um concerto de Tony Carreira à sua “conta pessoal”.

O concerto inicia-se pouco tempo depois da hora marcada. Se as duas horas, desde que abriram as portas até ao início do concerto, foram longas, as duas horas seguintes (as do concerto) passaram num ápice.

O concerto inicia-se com “Estou Aqui” e “Se me vais deixar“, segue-se “Sonhador” e só pára em “Sonho de Menino“. Duas horas de muita música, muita cumplicidade com um público que sempre o apoiou, apoia e vai continuar a apoiar. Pessoal e profissionalmente, Tony Carreira tem uma legião de amigos e fãs com os quais sabe que pode contar.

O concerto termina com um “medley” de baladas e “A Vida que Escolhi“, no encore.

É já perto da meia noite quando Tony Carreira inicia uma sessão incansável de fotografias com todos (e todas) que quiseram registar o momento. A fotografia da praxe e o autógrafo que cerca de 400 pessoas conseguiram, levaram Tony Carreira a abandonar o Super Bock Arena já perto das 3:30h da manhã.

Nunca deixou de sorrir ou de acolher quem quer que fosse, Do mais velho à criança, Homem ou mulher, a única preocupação era para com aqueles e aquelas que aguardavam ansiosamente, ao frio, no exterior do recinto, até que chegasse a sua vez.

Cansado mas feliz, Tony Carreira é, de forma fácil de explicar, acarinhado pelo público. Sempre muito próximo de todos, conquista até os que o vêem pela primeira vez.

Aguardo pela próxima possibilidade de registar um concerto com tamanho (e verdadeiro) ARTISTA e excelente Ser Humano. Até Já Tony Carreira!

Galeria completa também no

GOSTOU? PARTILHE...

Share on facebook
Partilhe no Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Partilhe no Linkdin
Share on pinterest
Partilhe no Pinterest

deixe um comentrário