Maus Hábitos: 2021 arranca com programação de segunda a sexta

Maus Hábitos: 2021 arranca com programação de segunda a sexta

Don Pie Pie, O Bom, o Mau e o Azevedo, Ghost Hunt e @c + Stereoboy são os nomes em destaque para todos os que não dispensam um concerto ao vivo. Mas há também novidades para as noites de cabaré, jazz, cinema e comédia, assim como novas exposições à vista

Depois de um ano no mínimo atípico, de constante reinvenção e luta, o Maus Hábitos arranca em 2021 com a mesma vontade de continuar a oferecer ao seu público uma programação cultural diária e eclética à mesa. 

As segundas de Janeiro serão assim preenchidas, de forma intercalada, com Cabaré e Fado, em noites curadas pela figura incontornável de Miguel Bandeirinha. Arrancando em grande, no dia 4, a rubrica Cabaré à Mesa traz a palco uma das transformistas mais antigas do circuito, Nany Petrova, à qual de junta Roberta Kinsky, seguindo-se a 11, mais uma noite de Fado à Mesa com Bandeirinha e Cláudia Madeira. Os nomes para as restantes datas (18.01 – Cabaré, 25 – Fado) estarão disponíveis em breve no site do Maus Hábitos. 

Já às terças, o palco da sala de espectáculos dá continuidade aos Blind Dates promovidos pela Porta-Jazz, que a cada semana junta dois músicos do circuito, previamente sorteados, e a quem é lançado o desafio de subirem a palco, sem ensaios ou qualquer tipo de combinação. 

Ainda na programação musical, na rubrica Sons à Mesa, que volta a acontecer todas as quintas, nas duas primeiras noites a aposta vai para o registo mais rock, com a exploração do rock psicadélico ou progressivo do power trio Don Pie Pie, cuja atuação acontece a 7, e as guitarradas western, inspiradas em Ennio Morricone ou Dick Dale, do projecto O Bom, o Mau e o Azevedo, que sobe ao palco a 14. Já na segunda metade de Janeiro, o destaque vai para a electrónica experimental, com a dupla Ghost Hunt a apresentar o álbum II, lançado este ano, e o projecto @c de Pedro Tudela e Miguel Carvalhais, com um convidado muito especial: Stereoboy

Para terminar as semanas a rir, Ricardo Couto volta a apresentar todas as sextas, diferentes espectáculos de stand up comedy, ora a solo (8.01), ora trazendo novos talentos do circuito (15.01 – Vítor Sá, 22.01 – João Rua), que aqui testam piadas, num ambiente descontraído e com a informalidade necessária ao género. Para terminar o mês de Comédia à Mesa, a 29, depois do sucesso da primeira edição, o anfitrião volta a juntar-se a Fábio Pascoal e apresentar o projeto “Classe Média Baixa”, estreado no fim do ano no palco do Maus Hábitos. 

A entrada nas rubricas Cabaré à Mesa, Sons à Mesa e Comédia à Mesa tem um valor de 10€ por lugar e inclui um menu de snack e bebida. Já a entrada nas noites de Fado à Mesa custa 22€ por lugar e inclui jantar de comida tradicional. Podem ser adquiridas na Loja Online do Maus Hábitos, onde também se encontram disponíveis as reservas de mesa para a rubrica Jazz à Mesa, cuja entrada é livre.

“Cuir PopCreto por Liz Parayzo”: um mini documentário em estreia no Maus Hábitos

O Maus Hábitos e a Saco Azul apresentam no próximo dia 6 de Dezembro, às 20h30, o Mini Documentário Cuir PopCreto por Liz Parayzo. Parte integrante da residência artística realizada pela artista Lyz Parayzo, cujo resultado se encontra em exposição até dia 12 de Janeiro no espaço A Leste e na oficina do Maus Hábitos, o filme, agora em estreia na rubrica Cinema à Mesa, parte de uma entrevista intimista sobre o processo e trajetória artística de Parayzo, destacando também a geração de artistas brasileiros das décadas de 50/60, sem deixar de tecer críticas ao período e problematizando também o próprio espaço institucional e as suas práticas. Com direção artística e roteiro da responsabilidade de Parayzo e Mariana Vitale, a captação de imagem, edição e fotografia são da autoria de Beatriz Lito. 

Mas as novidades no grande ecrã não se ficam por aqui. Ao Porto Femme, cuja sessão está programada para dia 20, juntam-se novas parcerias. A 13, o festival BEAST apresenta a sessão “UNCHARTED TERRITORIES: Good Morning, Transnistria” e a 27, a 5ª edição do IndieJúnior Allianz passa pela sala de espectáculos do Maus Hábitos. A entrada nestas noites de cinema é livre, mas com possibilidade de reserva de mesa na Loja Online do Maus Hábitos.

Duas novas exposições para descobrir no quarto andar
  No âmbito da programação artística do Maus Hábitos e Saco Azul, a sala de exposições acolhe nova exposição, a partir de 19 de Janeiro. “ENCÓMIO | Aos ossos, à bravura e ao sono dos cetáceos”, resulta do acto performativo com o mesmo título, de e com Flávio Rodrigues, congregando uma série de objetos anexos a essa ação e ao seu processo de criação e experimentação, que conquistam agora espaço e autonomia. A maioria das matérias e materiais presentes nesta exposição foram descobertos em caminhadas realizadas em meios rurais ou citadinos, em antigas oficinas, casas e lugares devolutos. Estes foram tratados pelo artista sem desvirtuar o seu estado bruto e/ou próximo de uma ideia de origem, refletindo e explorando as suas intercepções e diálogos. Patente até dia 28 de Janeiro, tem entrada livre durante o funcionamento do espaço.

Na Mupi Gallery, António Caramelo expõe, entre 14 de Janeiro e 17 de Fevereiro, “Comércio Ilícito”, no Ciclo “Poético ou Político?” com curadoria de João Baeta. A entrada é livre.