LLOYD COLE – FROM RATTLESNAKES TO GUESS WORK

A Casa da Música viu-se obrigada a cancelar o presente concerto como medida para evitar o contágio de COVID-19, seguindo as orientações das Autoridades de Saúde Pública.

Lloyd Cole regressa a um país que tem sabido aplaudir a sua música desde sempre. Os clássicos que o compositor inglês assinou no início da carreira com os Commotions foram omnipresentes nas playlists das nossas rádios nos anos 80. Desde que se lançou a solo, em 1990, Cole nunca mais perdeu a ligação a Portugal, tendo por aqui estabelecido uma sólida reputação de palco. Agora, além dos clássicos coleccionados nos últimos 35 anos de uma prolífica carreira que nos deu um dos melhores cancioneiros da pop – de “Lost Weekend” a “Brand New Friend” ou “No Blue Skies” –, Lloyd Cole traz-nos um novo conjunto de canções que dão forma ao seu 12.º álbum a solo, Guesswork. Neste novo disco, com carácter pop e recorte electrónico, o músico reencontra velhos companheiros como Blair Cohen, dos Commotions, ou Fred Maher, baterista de elite que tocou, por exemplo, com Lou Reed.

Lembro que, em Setembro de 2016, já tive a oportunidade de registar um concerto de Lloyd Cole, também na Casa da Música (Ver reportagem).